Últimas Notícias
Rosh Hashaná – Feliz Ano Novo prá você!

Rosh Hashaná – Feliz Ano Novo prá você!

Ano Novo judaico começa no mês de setembro

Rosh Hashaná (em hebraico ראש השנה , literalmente “cabeça do ano”) é o nome dado ao ano-novo judaico.

Rosh Hashaná ocorre no primeiro dia do mês de Tishrei, primeiro mês do ano no calendário judaico rabínico, sétimo mês no calendário bíblico e nono mês no calendário gregoriano.

Avinu Malkeinu

Há uma canção que é linda, chorosa, praticamente uma oração. Ela pede ao Deus, Criador de Todas as Coisas, que escute o nosso apelo e o nosso arrependimento. É um documento histórico/musical.

A Torá refere-se a este dia como o Dia da Aclamação (Yom Teruá Levítico 23:24).

Já a literatura rabínica diz que foi neste dia que Adão e Eva foram criados e neste mesmo dia incorreram em erro ao tomar da árvore da ciência do bem e do mal. Também teria sido neste dia que Caim teria matado seu irmão Abel.

Avinu Malkeinu

Imagens e sons da Terra de Israel. Shana Tová!

O início de um período de instrospecção e meditação de dez dias (Yamim Noraim) que acaba no primeiro dia de Yom Kipur, um período no qual se crê que o Criador julga os homens, escrevendo-os no livro da vida ou não.

A primeira citação escrita deste nome está na Mishná no tratado de Rosh Hashaná.[2] Lá cita-se que existem quatro começos de ano diferentes.

O primeiro dia do mês de nissan marca o começo da contagem dos anos de reinado dos reis de Israel na Bíblia e o começo do ciclo das festividades judaicas de acordo com a Torá.

O primeiro dia do mês de elul corresponde ao início do ano para assuntos ligados ao dízimo animal (quando era necessário dar aos sacerdotes 1/10 dos animais nascidos neste ano até aquela data).

O primeiro dia do mês de Tishrei é o começo do ano para a contagem dos anos a partir da criação do mundo (de acordo com a tradição judaica), do ciclo de sete anos e do ciclo de 50 anos – segundo leis específicas da Torá.

E o último dos começos de ano é o dia 15 do mês de shevat – o ano novo das árvores, quando se conta a idade das árvores e que se refere a leis da Torá sobre a proibição do consumo dos frutos de uma árvore até completados quatro anos desde a sua plantação na terra de Israel.

Sobre Paulo Roberto Machado