Últimas Notícias
Sessão Inaugural da Loja Zohar completa 9 anos

Sessão Inaugural da Loja Zohar completa 9 anos

A Sessão Inaugural da Loja Maçônica Zohar n 694 completou 9 anos. Realizada em 29 de abril de 2009, no Palácio Maçônico, sede da Grande Loja Maçônica do Estado de São Paulo, o evento reuniu grande número de maçons. As fotos, o registro oficial da Sessão Solene, foram feitas pelo nosso irmão Isaac Steinberg que, naquele ano – 2009 – por ser Companheiro Maçom – não pode integrar a relação de irmãos fundadores da Zohar.

Jacques Askenazi, em pé, membro da loja Memória e Tradição, apresenta trabalho sobre o nome ZOHAR. Sentado, irmão Abrão Zweiman, fundador e primeiro Venerável Mestre da Loja Zohar.

A primeira Diretoria

A Primeira Diretoria da Loja Zohar foi composta pelos irmãos:

Abrão Bernardo Zweiman, + Enzo Trombetti, José Jacob Ankier, Leonardo João Pieroni, Marcelo Chijner Ankier, Marcelo José Molnar, Rodrigo Leandro Grinberg e Victor Antar

O irmão Leonardo J. Pieroni foi o Secretário fundador da Loja Zohar. No registro ele faz a leitura dos documentos. Observamos nas colunas, os irmãos Samuel, Carlos, Avi Burzstein, Marcelo, Doru e Moysés.

Irmão Enzo Trombetti, Primeiro Vigilante e Fundador da Loja Zohar. Enzo foi um dos idealizadores da nossa Loja. Falecido, deixou sua “marca” na Zohar que busca seguir os princípios orientados por ele.

É de autoria do irmão Enzo Trombetti, o estandarte da Loja que, na Sessão de Instalação, ele apresentou para todos os irmãos.

O irmão Victor Antar foi o Segundo Vigilante fundador da Loja Zohar.

Marcelo Ankier – um dos fundadores da Loja e que ocupou o cargo de Tesoureiro da Sessão.

Irmão Flávio e José Galeano (em pé). Membros da Loja Colunas de Piratininga. Flávio, à esquerda, é o padrinho de Loja do nosso irmão Doru Adrian Pascal (nosso Venerável Mestre)  que, em 2009, era ainda um Companheiro Maçom. Conta nosso irmão Isaac, que o irmão Abrão, ao comentar o ingresso do irmão Doru na Ordem deixou clara a sua intenção de traze-lo para a Zohar. A Loja Colunas disse que Doru só sairia de lá quando fosse Mestre Maçom. E foi o que aconteceu.

Isaac Steinberg – Atual Past Master da Loja Zohar, lado direito da foto, ao lado do Irmão Victor Antar,Segundo Vigilante na Sessão Inaugural. Isaac era Companheiro e, por este motivo, não pode ser um dos fundadores da nossa Loja. Graças à sua visão e sensibilidade, temos esses registros fotográficos que fazem parte da História da Loja Zohar.

A esquerda o irmão Raphael Behar e à direita o irmão Pedro Alécio. Ao fundo o irmão Milton Birman. Apoiadores da Loja Zohar desde a sua fundação.

George Ganz, saudoso irmão Jojô, foi o nosso Diretor de Cerimônias.

Irmão Marcelo Molnar – Um dos fundadores da Loja Zohar. Foi o nosso Guarda Interno.

Os irmãos Maurício, Marcelo e Isaac num agradável registro após a Sessão Solene.

Irmão Eli Schwarc ocupou o cargo de Diácono na Instalação da Loja Zohar.

Abrão Zweiman, nosso primeiro Venerável Mestre e um dos fundadores da Loja Zohar escreve, direto de Israel: AQUELA NOITE FOI E SERÁ INESQUECIVEL! Foi a concretização de um sonho que se iniciou em novembro em torno de uma mesa de uma pizzaria com um seleto grupo de Irmãos onde se começou a construir a loja Zohar. Ao longo dos meses que antecederam a sessão inaugural, reuniões, documentação, conversas com o Grão Mestre, escolha do nome da loja, finalmente o desenho final do estandarte da loja, para enfim, chegar àquela noite num templo de emulação da GLESP (na realidade foram dois templos utilizados unificados num templo maior totalmente lotado com Irmãos das mais diversas lojas que vieram prestigiar este evento tão marcante) . Irmãos de todas as potências GOB, GOSP, GOP e GLUI , emoções à flor da pele com a Loja Memória e Tradição nos presenteando com o Lewis feito pelos Irmãos Arnaldo e Paulo Politanski, a palestra sobre o Zohar, pelo saudoso irmão Jacques Eskinazi, a leitura emocionante da explicação do nosso estandarte pelo saudoso Irmão Enzo Trombetti, as saudações e votos de sucesso de dezenas de lojas representadas, tudo isso levou a um climax indescritível.